segunda-feira, 17 de maio de 2010

FILOSOFIA .A MÚSICA COMO INSTRUMENTO PARA CONSCIENTIZAÇÃO POLITICO-SOCIAL.

Quando eu estava cursando  o ensino médio, estávamos ainda no regime militar(1983) . Existia na época a matéria de OSPB - Organização Social e Politica Brasileira que ensinava apenas quem eram as autoridades constítuidas no poder em todos os niveis(municipal, estadual e federal), as divisões territoriais, simbolos nacionais....As matérias de Filosofia e Sociologia tinham sido banidas da escola desde 1971,  retornando como obrigatória por lei em 2008, 25 anos depois do fim da ditadura (viva la democracia!) .E mesmo assim , hoje temos pouco cursos de filosofia como não temos ópera e conservatórios para que o povo possa ter um parâmetro para julgar , se é bom ou ruim o que escutam em termos de música. 

                                                                              
Aqui no "interiorzão" do Brasil só sabia o que era filósofo e filosofar quem ouvia o Raul Seixas. Lembro-me como se fosse hoje quando irmão Sérgio da igreja, que no desespero daqueles tempos dificeis, virou traficante para fugir da miséria e acabou preso.Sendo acusado de comunista foi levado para o temido Presidio Federal da Ilha Grande.Esse mesmo irmão, veio do Rio e  nos trouxe uma fita cassete do Raul Seixas para ouvir, e nos disse que Raul era um músico-filósofo.                                                                         
Vejam, senhores! Pessoas(crianças) humildes ouviam músicas de filósofo,corria o ano de 1974.  Em 1983, numa danceteria ,eu ouvi  pela primeira vez a música Geração Coca Cola da Legião Urbana e gostei  muito, da música "Geração Coca Cola" : "Depois de vinte anos na escola não é dificil entender, toda a tramóia desse jogo sujo, não é assim que tem que ser". Depois disso comecei a me interessar pelas bandas de rock de Brasilia : Plebe Rude, Capital Inicial, Legião Urbana, Paralamas. Posso dizer que quem estimulou meu  senso critico, JÁ QUE NAQUELA ÉPOCA NÃO EXISTIA MATÉRIA DE FILOSOFIA, foi a música dessas bandas, alguns religiosos que estavam preocupados com o futuro da nação,  literaturas sobre democracia e socialismo.




 "Nas favelas no senado sujeira prá todo lado, ninguém respeita a constituição , mas todos acreditam no futuro da nação."













  

3 comentários:

  1. Parabens pela matéria. Sou estudante de filosofia pela UMESP e pretendo fazer um TCC baseado no assunto acima.

    Força Sempre, como diria a Legião Urbana
    Sidnei Sólon
    sidneisolon@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Sidnei. Nós temos a chamada "música" brega-popularesca(breganejo, sambrega, axé , tche-music...) que são tocadas à exaustão nas rádios, lojas e programas de auditório como Domingão do Faustão e em carros nas ruas. Essas já servem para as pessoas não pensarem. Visite o blog do jornalista Alexandre Figueiredo explica bem sobre o brega-popularesco.Essas informações serão muito importante para o seu tcc.

    ResponderExcluir
  3. Vc está convidad@ a ler matéria em meu blog sobre como deve ser uma pessoa ideal, conforme Aristóteles e Nietzsche formularam. Como é o ser humano atual comparado com a formulação de cada um dos filósofos? Vc se encaixa nas formulações? Ler em: www.valdecyalves.blogspot.com

    ResponderExcluir